Monólogo das mãos

Fechada e levantada representa força, poder, opinião. Suave como uma bailarina, ela desliza, ela valseia, ela dança, ela medica as chagas, ela enxuga as lágrimas alheias e também as suas escondendo-as por vezes dentro da vergonha da mais profunda solidão da total incapacidade de amar. Mas também com as mãos nós atiramos o beijo, uma pedra, uma flor, uma granada, uma esmola, uma bomba. Com as mãos o agricultor semeia e o anarquista vem e incendeia. Com as mãos, nós construímos o salva-vidas dos canhões, os bálsamos, os instrumentos de tortura, os venenos, os remédios, a arma que fere e o bisturi que salva. Com as mãos o herói impunha a espada e o carrasco acorda. Com as mãos nós tapamos a vista para não ver e é justamente com elas que protegemos a vista para ver melhor. Os olhos dos cegos são as mãos, os mudos falam com as mãos. As mãos na agulheta do submarino leva o homem para o fundo do mar com os peixes e no volante da aeronave atirou-o para o ar com os pássaros. Jesus abençoava com as mãos. O homem para pedir a criatura amada em casamento pede a mão. Agora com um aperto de mãos pode ser o maior pacto de amizade por uma vida inteira. E nos dois extremos da vida quando nascemos para o mundo e quando partimos para sempre ainda são as mãos que prevalecem porque quando nascemos para nos levar a carícia do primeiro beijo são as mãos maternas que nos agasalham e acariciam o corpo pequenininho. E no fim da vida quando os olhos fecham, o corpo gela e os sentidos desaparecem, ainda são as mãos brancas de cera que continuam na morte as funções da vida e a imagem consoladora do Nazareno pregado na cruz vai conosco pra debaixo da terra e nossas mãos cruzadas no peito e as mãos dos amigos nos conduzem e as mãos do coveiro nos enterram.

Anúncios

13 ideias sobre “Monólogo das mãos

  1. fabiano

    as mãos, minha mãe quando eu tinha os meus oito anos me pegou pelas mãos e me tirou do meio da multidão, as mãos, meu pai me puxou pelas mãos quando cai fazendo aquele bonito gol, com as mãos eu sei onde estou no escuro, as mãos servem para seguir em frente e para parar para todo sempre, as mãos, alguns povos são vaidosos com elas, as mãos, são elas terapeuticas e milagrosas.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s